Zé Carioca

 

Criado em 1942 por Walt Disney, durante sua turnê pela América Latina, como parte dos esforços dos Estados Unidos para reunir aliados durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Historicamente, esse evento foi chamado de “Good Neighbor Policy” ou Política da Boa Vizinhança.
 
No Brasil, o Zé Carioca chegou aos quadrinhos na revista O Globo Juvenil edição 878 em fevereiro de 1943, da editora O Globo. Em julho de 1950, apareceu na capa do primeiro número da revista O Pato Donald, da editora Abril, pelas mãos do artista argentino Luis Destuet. Após sua estréia nas revistas do Pato Donald, o personagem foi, ao contrário do que ocorreu nos Estados Unidos, ganhando grande destaque em nosso país. Por este motivo a editora, em 1961, com o personagem já mais bem estruturado em seu "universo", ganha uma publicação "própria" com a numeração iniciando no 479 e aproveitando os números ímpares da seqüência do Pato Donald, que permanecia com os números pares daí em diante. Apesar dos títulos ímpares terem Zé Carioca, a cronologia sempre foi de Pato Donald.
 
A partir de 1972, a Editora Abril conseguiu estruturar um estúdio próprio destinado a produzir histórias para suprir o crescente número de publicações Disney que circulavam no país com enorme sucesso. O Zé Carioca começou a aparecer regularmente em sua revista, acompanhado de uma nova série de personagens coadjuvantes e vivendo situações ambientadas nas paisagens do Brasil, que o consolidaria como um personagem tipicamente brasileiro.

Em 1985, com a edição 1751, o Zé Carioca finalmente se separaria da cronologia de Pato Donald, tendo suas edições ímpares e pares exclusivas com o seu título, sem ter que dividir mais com o pato, o mesmo acontecendo com o Pato Donald, os dois personagens seguiram então com suas publicações, agora independentes. A editora nunca aceitou, mas oficialmente a edição 1751 seria a primeira com o titulo próprio de Zé Carioca e não a edição 479, com o título O Pato Donald Apresenta.
 
Com a queda de vendas configurada em todo o comércio de quadrinhos a partir do final da década de 90, com especial ênfase no setor infantil, a Abril praticamente fechou suas redações da área Disney, demitindo artistas consagrados, passando a republicações e lançando apenas alguns especiais (como o aclamado "Zé Carioca no Descobrimento do Brasil", em virtude dos 500 anos da chegada de Cabral). A última história inédita brasileira foi publicada em dezembro de 2001 intitulada "Só com Magia", do roteirista Rafles Ramos. Depois disso algumas produções esporádicas foram feitas para publicações especiais. Somente em 2013 que a editora retomou com histórias inéditas na série regular do personagem. 
Publicado em 1985 - Atual
País Brasil
Licenciador Walt Disney
Número de páginas Variados
Formato Formatinho (13,5 x 20,5 cm) Colorido
Status Em circulação
Gênero Infantil
© 2016 - Enciclopédia HQ - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por TOTALLnet

Please publish modules in offcanvas position.